quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

NÓS NOS TORNAMOS AQUILO QUE ADMIRAMOS

Precisamos de heróis em nossas vidas. Eles não são uma prova de nossa fraqueza, mas sim uma fonte de força. Sem heróis, somos apenas pessoas comuns que não sabem até onde vai o seu potencial. Heróis nos mostram o que é possível um ser humano realizar. Portanto, são muito úteis para qualquer pessoa no processo de compreender o que é a automotivação. Mas se não escolhermos conscientemente nossos heróis, acabaremos apenas invejando essas pessoas incríveis, em vez de tentar tomá-los como exemplo. Os heróis podem ser uma fonte enriquecedora de energia e inspiração. Você nem precisa ter apenas um herói. Escolha vários. Coloque fotos deles na parede. Torne-se um especialista na vida de cada um. Colecione livros sobre essas personalidades. Estar consciente de uma escolha envolvendo alguém que admiramos é vital para nossa autocriação. Podemos invejá-lo ou imitá-lo. O melhor uso dos heróis não é se maravilhar com eles, mas sim aprender algo a partir deles, deixar que suas vidas nos inspirem. Eles são pessoas como nós. O que os distingue dos demais é seu nível de motivação para atingirem suas metas. Adorá-los passivamente equivale a insultar nosso próprio potencial. Em vez de olhar para eles no alto de um pedestal, é muito mais benéfico olhar para dentro deles. E depois tentar fazer igual. (*) EUGENIO SANTANA é jornalista, escritor, ensaísta, consultor e relações públicas – Encantador de pérolas, diamantes e esmeraldas