domingo, 9 de fevereiro de 2014

NÃO PERCA TEMPO ENXUGANDO GELO (*)

As pessoas gastam tempo e energia tentando achar justificativas e culpados por não se tornarem o que elas são capazes de ser. E não têm fôlego para permanecer no rumo certo e expandir. O que dizer daqueles “amigos” que sugam sua esperança, que parecem carregar aquela nuvem preta do pessimismo sobre a cabeça? Afaste-se deles, pois não fazem bem a você. Imagine-se tentando dar uma festa de casamento em uma casa bagunçada e entulhada de coisas velhas. Onde sentarão os convidados? De onde a noiva jogará o buquê? O mesmo serve para a mente, que deve ficar mais limpa, mais livre, mais leve, mais positiva. Não há como fugir dessa faxina para pôr ordem na casa. Se quer ser feliz, tudo de ruim que você traz do passado precisa ser abandonado. É página virada, rasgada e queimada; é capítulo encerrado, não tem de estar emperrando seus sonhos azuis. Talvez você hoje esteja sofrendo porque sua ex-mulher, que já casou de novo e tem filho com outro homem, ainda atiça dizendo que está com saudades. Mas é óbvio que ela não voltará para você e apenas ficará nesse “chove não molha”. Ou você está lutando para abandonar as drogas e aparece um “amigo da onça” convidando-o para sair. É claro que vai haver drogas, e sua tentação irresistível de voltar ao vício será enorme. Talvez você tenha tido um sócio que lhe causou uma grande decepção, no jornal ou revista que abriram juntos. E você fica remoendo por ter confiado nele e se perguntando “Como ele foi capaz?”. Essas pessoas, como a ex-mulher, o amigo drogado, o sócio desleal... têm de ser deixadas em um local muito específico: no passado! Talvez você até possa sentir saudade gratificante e gostosa dos bons momentos que viveu com pessoas no passado, mas é só. Ponto-final! Aquela antiga vida já não serve mais para você. E é bem provável que ela nem tenha sido tão boa assim. Seja realista sobre o que aconteceu e pense com clareza. Não fuja do presente fantasiando um passado maravilhoso que, na verdade, não existiu. Deixá-lo para trás é fundamental para curtir o que você pode ganhar hoje, agora, já. É necessário identificar quais são as pessoas que não merecem caminhar ao seu lado e quem são aquelas de quem você deve manter uma distância de segurança. Ambas são como um câncer que você tem de extirpar se quiser reorganizar sua vida. Uma dica para identificar essas pessoas: elas criam problemas o tempo todo e não há como você satisfazê-las. É como enxugar gelo: um trabalho inútil e desgastante.
(*) Copydesk/Fragment by EUGENIO SANTANA, membro efetivo da Academia de Letras do Noroeste de Minas, escritor, jornalista, assessor de comunicação, relações públicas, copydesk, verse maker e self-made man. Sócio da UBE-GO/SC – União Brasileira de Escritores e autor de cinco livros publicados, entre os quais “INFINITOEFÊMERO”, de autoconhecimento, autorrealização e motivação. Ex-Superintendente de Imprensa no Rio de Janeiro, RJ (2009/11). Contato: e-mail: eugeniosantana9@uol.com.br (34) 9256-7754