quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

MINHA TRIBO CÓSMICA (*)

Percebi que, ao longo da vida, a gente conhece centenas de pessoas, estabelece vínculos, variadas trocas de impressões, passeia por outras tribos e busca o melhor encontro de afinidades. São mulheres e homens que chegam bem perto do nosso epicentro, nem sempre por escolha, mas porque são parentes de alguém, conhecidos de não sei quem, colegas de faculdade, e que acabam sendo agregados à nossa agenda do celular. Até que o tempo vai mostrando uma dissimulação aqui, outra maldade ali, as máscaras caem; uma energia pesada, uma vibração negativa, uma aura carregada, e você se dá conta de que alguns não são da sua turma. Da série “Coisas que a gente aprende com o passar dos anos”: abra-se para o novo, mas na hora da intimidade, do papo reto, da confiança, procure sua turma. É fácil reconhecer os integrantes dessa comunidade: são aqueles que falam a sua língua, enxergam o que você vê, entendem o que você nem verbalizou. São aqueles que acham graça das mesmas coisas, que saltam juntos para a transcendência, que possuem o mesmo repertório. São aqueles que não necessitam de legendas, que estão na mesma sintonia, e cujo histórico bate com o seu. Sua turma é sua ressonância, sua clonagem, é você acrescido e valorizado. Sua turma não exige nota de rodapé nem resposta na última página. Sua turma equaliza, não é fator de desgaste. Com ela você dança no mesmo compasso, desliza,cresce, evolui,se expande. Sua turma é sua outra família, aquela, escolhida. Não tenho mais energia para o servilismo cortês, para a mise-en-scène social. Não tenho motivo para ser quem não sou, para adaptações de última hora, para adequações tiradas da cartola. Não quero mais freqüentar roda de estranhos cujas piadas não vejo a mínima graça. Não quero mais ser apresentado, muito prazer, e daí por diante ter que dissecar minha árvore genealógica, de Paracatu-MG. Se você mandar eu “PROCURAR MINHA TURMA”, pode crer, tomarei como um gesto de carinho.
(*) Copydesk/Fragment by EUGENIO SANTANA, da Academia de Letras do Noroeste de Minas, escritor, jornalista, assessor de comunicação, relações públicas, copydesk, verse maker e self-made man. Sócio da UBE-GO/SC – União Brasileira de Escritores e autor de cinco livros publicados, entre os quais “InfinitoEfêmero”, de autoajuda. Ex-Superintendente de Imprensa no Rio de Janeiro, RJ (2009/11).e-mail: eugeniosantana9@uol.com.br (34) 9297-6090