segunda-feira, 4 de abril de 2011

ONDE FICARAM OS VOSSOS PÁSSAROS ABATIDOS?




Onde ficaram os vossos pássaros abatidos,
empalhados nos armários,
onde ficaram?

Onde ficaram
os armários embutidos de vossas salas
com suas portas entalhadas
e gavetas entulhadas
de documentos, dividendos, excrementos e certidões?

Onde ficaram as vossas malas decoradas,
confeitadas de lembranças,
onde ficaram as neuroses cravejadas de brilhantes?
Onde ficaram as vossas recordações de
onde ficaram as águas vivas de vossos mares?

Onde ficaram
os desejos - a libido,
a cobiça, a ambição, a ganância,
a ética postada de lado?
Onde ficaram os vossos amores
de amoras arrancadas
dos tempos de fingimento e dissimulação?

Onde ficaram os vossos diplomas, títulos, medalhas e troféus;
as vossas denúncias, os vossos sustos, os vossos insultos
e vossas almas levitando em ganchos de açougue,
na paisagem tropical?

Onde ficaram os vossos segredos
a sete chaves guardados,
a partilha degredo a degredo,
o rabo entre as pernas
como certificado de medo,
o papel assinado, tremido, dobrado
e a Asa da prepotência fingindo voar
e não mais que arremedo,
onde ficou o vosso enredo?

De todas aquelas frases-feitas bem feitas
empoladas, empenadas, emboloradas
desfeitas agora
de mórbidas intenções, plágios e mentiras,
o que restou?

De todas aquelas sentenças lidas,
carimbadas, assinadas, seladas de princípios,
ofícios, orifícios,
de identidade forjada em cartilhas, antilhas,
lentilhas, baunilhas, país das maravilhas,
o que sobrou?

Restou o tempo.
E antes do tempo final
eu vos colhi.
A bordo de vossa nau de luxo.
A bordo de vosso deslumbramento.
A bordo de vosso desdobramento
de mil caras pintadas de pó-de-arroz.
E vos enclausurei
e vos abri na palavracesa.

Antes da morte
vos revelei.
e vos engastei no poema processo protesto.
E no tempo permanente.
Com vossas verdades dissimuladas.
E minhas verdades camufladas.
E toda hipocrisia em praça pública.

Ali ficam as respostas.
Ali ficaram as dúvidas.

(copy-desk by EUGENIO SANTANA, FRC - Escritor, Poeta, Jornalista, Publicitário, Relações públicas, Copidesque, Assessor de Comunicação e Editor. Autor de livros publicados. Um Self-mad man. Simples assim...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário