terça-feira, 15 de março de 2011

PAR IDEAL - PARCERIA EQUILIBRADA E PRODUTIVA PARA A NOSSA VIDA AFETIVA




COMPARTILHAR INTERESSES, confiar no outro e respeitá-lo são alguns dos ítens fundamentais para que possamos manter parcerias equilibradas e produtivas para a nossa vida amorosa, familiar e profissional.

CERTAS COMBINAÇÕES parecem mais do que perfeitas. Café com leite, pão com manteiga, arroz com feijão, queijo com goiabada, Tarcísio e Glória Menezes,Roberto Carlos e Maria Rita, Romeu e Julieta.

GRANDES ENCONTROS acontecem também na vida real, não apenas no mundo da fantasia ou da notoriedade. Duas criaturas se juntam, passando a pensar e agir como se fossem uma só, numa simbiose harmoniosa e perfeita.

EMBORA CADA QUAL tenha se aventurado em carreira solo, é difícil imaginar Roberto Carlos sem Erasmo, João Bosco sem Aldir Blanc, Ivan Lins sem Vítor Martins. A isso chamamos "parceria".

PERSONALIDADES GENIAIS, como o saudoso Vinicius de Moraes, maleável e camaleônico em seu talento e ternura, acenam com a possibilidade tentadora do "par perfeito". Como um matiz de cinza ou bege, o Poetinha era um daqueles tipos universais, que "combina com tudo". De Tom Jobim a Baden Powell, de Toquinho a Dolores Duran, de Carlos Lyra a Monsueto, cada parceiro era, em princípio, único, definitivo, eterno.
Inconstante também no amor, Vinicius que consagrou o bordão "infinito enquanto dure", seguia à risca os impulsos do coração, com um sem-número de musas, muitas das quais se tornaram amantes, esposas, cúmplices...

CUMPLICIDADE, aliás, é condição imprescindível para uma saudável e bem sucedida parceria. Rima com fidelidade e só pode ser experimentada por quem aprendeu, desde sempre, a ser fiel, principalmente a si mesmo. Querido como poucos, Vinícius não deixou grandes desafetos. Deve ter sido, à sua maneira, honesto com todas as metades apaixonadas que se dispuseram a figurar como seu par; nem tanto fiel, ao menos um sujeito leal.
Para haver cumplicidade, é necessário primar por valores idênticos e aspirar aos mesmos ideais.´

CONVÉM NÃO CAIR NA TENTAÇÃO de trocar de parceiro a todo instante, como se, numa dessas "trombadas" da vida, o PAR IDEAL desabasse do céu diretamente nos seus braços. Como diz um amigo, "quando você troca de mulher, troca de defeito"... Pense nisso e procure enxergar e valorizar as qualidades de sua companheira antes de elevá-la à condição de "ex".
A separação nem sempre é o caminho mais fácil ou mais eficaz para resolver as DIFERENÇAS de um casal. Muitas vezes é dolorosa e revela o lado negro das duas partes envolvidas. Aliás, não raro, a parceira apresenta todas as características negativas de nosso lado mais sombrio.

QUANDO FAZEMOS ESCOLHAS SENSATAS, levando em conta os anseios do coração e nossas necessidades materiais, vamos ampliando nossos horizontes, abrindo espaço para abrigar uma outra alma, que se não é gêmea, pelo menos é uma sósia bem parecidinha... uma alma-irmã. Ter alguém com quem se possa contar sinceramente nos traz uma sensação de conforto e desperta nossos sentimentos mais ternos de respeito, satisfação interior e aquele amor que transcende em sua forma mais pura que é a amizade.

UMA PARCEIRA/COMPANHEIRA NOS AJUDA A SUPERAR O EGOÍSMO, arrancando-nos da gaiola protetora construída por nós mesmos para nos aprisionar. Que ela possa ser aceita com suas diferenças, compreendida em suas dificuldades, ajudada em suas limitações, e sobretudo, amada por aquilo que é e não pelo que dela se espera.

(por EUGENIO SANTANA, FRC - Escritor e autor de livros publicados; Jornalista profissional de mídia impressa; Poeta, Redator publicitário, Relações públicas, Superintendente de Jornalismo, Assessor de Comunicação, Copidesque, Revisor de textos e Editor. Membro efetivo da Academia de Letras do Noroeste de Minas (ALNM), cadeira número dois; sócio efetivo da UBE/SC-GO – União Brasileira de Escritores. Escrevo e publico a partir dos 16 anos de idade, com um só propósito: transmitir VERBO DE LUZ que acrescente algo na vida dos meus leitores. Busco a Transcendência através da Literatura em seus variados gêneros. Escrever é minha Missão.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário