sexta-feira, 18 de março de 2011

GRAÇAS AOS LIVROS, TEMOS OS SÁBIOS DA HUMANIDADE COMO AMIGOS E CONSELHEIROS




LER É UM ATO DE DESAPEGO EM RELAÇÃO AO MUNDO EXTERNO. A LEITURA É UMA FORMA DE MAGIA. LENDO, deixamos de lado nossas limitações, a nossa consciência se expande e podemos visitar lugares e tempos diferentes.

A BOA LEITURA provoca experiências místicas e rompe os muros da MEDIOCRIDADE. NOS LIVROS, vivemos pessoalmente os acontecimentos mais inspiradores de todas as épocas. Conhecemos santos, reis e filósofos da antiguidade. Podemos saber o que disseram Jesus Cristo na Palestina e Gautama Buda no continente indiano. Revivemos guerras e revoluções e percebemos que o passado da humanidade é o mesmo da nossa alma.
A PALAVRA ESCRITA é um instrumento revolucionário. Ela desperta as consciências, revoluciona o espírito humano, derruba governos corruptos e provoca grandes transformações sociais. O escritor Jorge Luis Borges escreveu: "Dos instrumentos do homem, O LIVRO É, sem dúvida, o mais assombroso. Os demais são extensões do corpo. O microcóspio, o telescópio, são extensões da sua vista; o telefone é extensão da sua voz; depois temos o arado e a espada, extensões do seu braço. MAS O LIVRO é outra coisa: O LIVRO é extensão da memória e da imaginação".

O HOMEM QUE NÃO TEM O COSTUME DE LER está aprisionado num mundo imediato, em relação ao tempo e espaço. Sua vida cai numa rotina fixa: acha-se limitado ao contato e à conversa com alguns poucos amigos e conhecidos, e só vê o que acontece na vizinhança imediata. Mas quando toma em suas mãos um LIVRO, penetra em um mundo diferente e, se o LIVRO é bom, vê-se imediatamente em contato com um dos melhores conversadores do mundo.
OS TEXTOS TÊM SABORES, assim como as comidas. E cada LEITOR tem o seu palador próprio. Considero a descoberta do AUTOR FAVORITO de cada um como o momento definitivo da sua evolução espiritual, há algo que se chama afinidade de espíritos, e, entre os autores antigos e modernos, devemos procurar aquele cujo espírito é semelhante ao nosso. Só dessa forma podemos tirar real proveito da LEITURA.

GRAÇAS AOS LIVROS, podemos ter alguns dos maiores sábios da humanidade como amigos e conselheiros - e conviver com eles interiormente. Essa amizade sem fronteiras estabelece um contato vivo entre a consciência divina presente em nós e a consciência divina que há na alma dos BONS AUTORES.

(copy-desk by EUGENIO SANTANA, FRC – Jornalista, Escritor, Ensaísta literário, Publicitário, Assessor de Comunicação, Editor, Coordenador de RH, Relações públicas, Gerente Administrativo/Comercial. Integrante da ALNM-MG, UBE/GO, Greenpeace/SP, ADESG-DF. Autor de livros publicados. 18 Prêmios literários nos gêneros conto, crônica e poesia; Self-mad man e Verse maker.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário