domingo, 21 de novembro de 2010

SÓ VOCÊ


Morena Flor de Liz, Flor de Luz.
Trago comigo Pazul e sei porquê...
Só me basta lembrar-me de Você,
Pra que se torne leve minha pesada cruz.

À noite, ao me deitar, basta-me que
Eu me esqueça daquilo que traduz,
Sofrimento, tristeza, sombra e Luz,
Pois pra ser feliz – basta-me Você.

Seu olhar cor-de-mel e seu sorriso encantador,
Cerrando os olhos é o que diviso,
E não me importa, linda, se não crê.

Porque eternamente está em mim,
Pra que eu seja feliz até meu Fim,
Bastou-me e basta Musamada, só Você.

(Eugenio Santana – do livro inédito de sonetos “FRAGMENTOS DO OUTONO”, produzido durante o meu “exílio carioca”: Rio de Janeiro, de 29/5 a 22/11/2010. Maktub!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário